top of page

Geometria Sagrada

Formas codificadas ou Códigos Multivetor

São formas geométricas que transportam frequências matemáticas de luz e som inerentes à Criação. Ativam nosso campo telepático para comunhão com várias dimensões de nossa Matriz de Tempo e com as sagradas forças da natureza.


Ativam também, progressivamente, o nosso Gene Cristal, nossa estrutura cristalina no corpo. Uma forma codificada é um código morfogenético, que funciona como um indutor óptico da pineal, usado para ativar nosso cristal-semente na região do Terceiro-Olho, bem como em toda a estrutura cristalina do cérebro, ativando, trabalhando e restaurando a nossa comunhão e comunicação telepática com o padrão natural da criação e estruturação Universal, harmonizando-nos com estruturas estelares evolutivas.

Cor, Luz, Símbolos e Sons Sagrados são elementos da Linguagem de Luz, que a consciência humana, através da sua mente focada, pode utilizar para receber e direcionar aplicações específicas de frequências estelares evolutivas e receber o fluxo de informação consciencial das Raças Ancestrais de Luz e do seu Eu Superior.

Códigos Morfogenéticos são símbolos que sustentam um padrão matemático de intenção; uma intenção de criação realmente realizada. Esta intenção materializa-se, na forma de matemática, para sustentar formas de forças vitais que assumem a configuração de símbolos. Um símbolo morfogenético, em sua forma integral, é um ser, uma parte da corrente de consciência. Então, nós estamos cocriando quando utilizamos este símbolo, invocando o poder do código e parte de nós que é manifesta como um programa matemático.

Os símbolos estão vivos - todos nós somos símbolos, códigos morfogenéticos holograficamente manifestados em um padrão eletromagnético tridimensional de energia e consciência. Quando olhamos uns aos outros, a verdade integral não é vista, mas somente o que aparenta ser sob uma certa condição de crença, que representa o nível simbólico de nós mesmos.

Os códigos multivetor, ou formas codificadas que utilizamos, estão justamente fora do corpo, uma forma externa que está além da crença pessoal. Mas estes são formas conscientes de formas primordiais que são inteligentes / sencientes.

Estes símbolos podem nos ensinar muitas coisas. Há uma intimidade de nosso relacionamento com estes códigos morfogenéticos, quando percebemos que estamos utilizando muito mais do que formas inanimadas. Pelo contrário: os códigos são interativos e responderão quando entrarmos em estado meditativo e engajarmos conscientemente com eles.

Isso é muito relevante e útil, pois começamos, então, a utilizar a consciência viva dos programas matemáticos da criação que existem em nossos corpos, especificamente em nossas células - a nossa Biblioteca Viva de Memórias Sagradas. Uma vez que encontramos esta conexão sagrada em nós, conectamo-nos com uma parte da Força Primordial que habita nosso ser, fortificando a ligação com nosso Eu Superior (Self). Passamos a sentir Unidade, a Comunhão com toda a criação em si.

Estamos lidando com moldes de pré-Luz e pré-Som, os quais veem antes do que nós conhecemos como luz e som. Os códigos morfogenéticos são a linguagem de luz (cor) e som (vibração) utilizados pelo Criador Sagrado. Estes códigos e símbolos são tecnologias de Luz, pois podemos vê-los e suas energias oscilam. Tudo é um padrão de Luz-Som. Tudo possui seu tom nuclear, o qual é a primeira expressão de uma forma específica, seja ela qual for.

Tais códigos ou formas codificadas atuam como um conjunto básico de coordenadas matemáticas específicas que, ao serem ativadas através de tons e imagens, permite nossa conexão com nosso campo multidimensional, com a energia amorosa e compassiva do Espaço Sagrado do Coração, acelerando, assim, o processo de despertar da Consciência Crística.

Indução e Incorporação

O processo de indução pessoal, e consequente incorporação dos códigos morfogenéticos, constitui-se em um profundo processo de cura e expansão da identidade / consciência multidimensional. A indução e incorporação das formas codificadas envolve colocar, com a consciência, um determinado símbolo em uma região específica do corpo físico, que corresponde a um certo portal. Uma vez que o símbolo é colocado, a respiração consciente é utilizada para direcionar a corrente de energia através de cada símbolo e para dentro do corpo. Este processo é amplificado através da indução óptica da pineal - focamos o olhar por um certo tempo na imagem codificada, usando a respiração consciente.

Os códigos morfogenéticos já estão na Terra e no molde de DNA de nossas células. O que necessitamos é apenas utilizá-los de forma externa, através da conexão óptica, para em seguida devolvê-los a nós mesmos, estimulando, assim, sua ativação. Isso nos proporciona uma aceleração do despertar do Eu multidimensional, através da estrutura cristalina do corpo e consciência.

Comments


bottom of page